fbpx

Sistema bilíngue, inglês na grade ou inglês extracurricular?

Entenda como funciona cada um dos programas de inglês para escolas disponíveis no mercado.

Está tudo bem encaminhado na sua cabeça, você decidiu que chegou a hora de rever o modelo de atuação da sua escola, especialmente no que se refere ao ensino de idiomas. Muito provavelmente você percebeu a necessidade de implantar um projeto de inglês por que tem visto o forte crescimento da educação bilíngue no Brasil.

Mas bastam alguns minutos de pesquisa no Google para se deparar com algumas ofertas de educação bilíngue, inglês extracurricular, projetos internacionais etc. Tantos termos e finalidades que podem gerar confusão.

Se você está em meio a dúvidas sobre qual melhor decisão tomar entre um sistema de ensino bilíngue, inglês na grade ou extracurricular, decidimos explicar como funciona cada um e quais são as suas vantagens para a escola. Vamos lá!

Qual é a filosofia e proposta pedagógica da sua escola?

Antes de qualquer decisão, que vise alteração na estrutura da escola, é importante que a filosofia da instituição esteja muito clara para você, para os pais, para os funcionários e todos os envolvidos, direta e indiretamente. Esse é o norte que deve orientar todas as decisões do corpo de gestores.

O que é uma proposta pedagógica?

A proposta pedagógica, também conhecida como PPP (Projeto Político Pedagógico) é um documento onde estão descritos os direcionamentos da instituição, sua visão filosófica, o planejamento financeiro, as metas etc. É onde, também, são registrados os compromissos com os pais, funcionários, fornecedores e toda a cadeia de relacionamento. Nele incluem:

É ideal que a proposta seja redigida com base em um consenso coletivo, discutida em mesa e publicada formalmente à disposição de toda a comunidade escolar e as demais pessoas que se relacione com a instituição. Isso confere seriedade, respeito e segurança.

Todo o conteúdo do documento deve seguir as orientações das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), do Conselho Nacional da Educação e das bases curriculares vigentes. Também é importante destacar que o documento precisa ser completo, enquanto também é simples e de fácil entendimento por todos que precisam acessá-lo.

Falamos sobre a proposta pedagógica, porque a escolha por um sistema bilíngue ou inglês extracurricular envolve os objetivos que a escola pretende alcançar e como ela se vê enquanto instituição de ensino. Ofertar um programa de educação em inglês é mais que acrescentar uma matéria na grade, principalmente se a sua decisão for pela educação bilíngue.

O que é um sistema bilíngue?

Um programa de educação bilíngue oferece o ensino dos conteúdos da grade curricular em dois idiomas: o português e o inglês. Portanto, os alunos que estudam em uma turma bilíngue passam por essa interdisciplinaridade na língua inglesa.

Uma escola para ser considerada bilíngue, precisa ter esse modelo implantado, observando todas os detalhes relacionados à quantidade de carga horária e as matérias ministradas em sala. Você pode entender melhor em um post que fizemos sobre cinco vantagens da educação bilíngue.

Podemos usar o programa de educação bilíngue da Simple como exemplo, para que você entenda melhor a dinâmica. Os alunos matriculados nele têm aulas como Geografia, História, Ciências e Artes ministradas em inglês, sempre com o conteúdo associado à grade em português.

Na educação bilíngue o inglês é o meio de aprendizado, não a finalidade.

Todas as turmas da escola precisam ser bilíngues?

Esse questionamento é recorrente entre os diretores de escolas. E é uma dúvida válida, pois muitas instituições preferem começar com apenas algumas turmas para sentir a mudança de maneira branda.

A resposta para isso é não! Não há necessidade de transformar todas as turmas em bilíngues no primeiro momento. Essa mudança, por ser criteriosa, pode ser feita de maneira gradual sem problemas, desde que as condições sejam favoráveis para os dois: tanto para o colégio quanto para o sistema de ensino.

Inglês diário, na grade curricular, como funciona?

Um programa de inglês diário é ideal para as escolas que desejam oferecer um inglês de qualidade na própria grade curricular. Diferente das aulas convencionais, o conteúdo desse programa tem foco na fluência após alguns anos de estudo.

A diferença entre o programa de inglês diário e o bilíngue é que enquanto há a interdisciplinaridade no bilíngue, no inglês o foco é o aprendizado da língua. O inglês diário é aplicado dentro da própria grade curricular, sem necessidade de o aluno ficar mais tempo na escola.

Mesmo tendo a proposta diferente, os alunos que estudam nesse programa também se tornam bilíngues, uma vez que a carga de ensino é suficiente para entregar esse aprendizado.

Como o próprio nome sugere, as aulas são ministradas diariamente, com conteúdos de acordo com cada série e contextualizados à idade.

O que é um programa de inglês extracurricular?

Como o nome sugere, se trata de um programa com aulas fora da grade curricular comum da escola. Normalmente é usado o contraturno para que os alunos aprendam o idioma.

A frequência de aulas também poderá ser diferente, já que o tempo usado para o programa dependerá da disponibilidade da turma, da estrutura do colégio e de outros fatores. Essa frequência é definida pela escola, e o sistema deve se adequar a ela, negociando o que for mais adequado e produtivo.

Qual é a diferença entre um programa de inglês extracurricular e as aulas em uma escola de idiomas?

Cada uma tem as suas particularidades. Há muitas escolas que decidem oferecer o inglês por meio de uma franquia, mas é preciso muita cautela, para que a entrega do aprendizado não seja prejudicada, uma vez que a forma de atuação do colégio pode ser diferente da outra empresa.

Quando se trata de um programa desenvolvido sob medida para escolas, os objetivos vão em encontro ao que o colégio busca, já que ele é adaptável à instituição, carregando sua identidade e dando a ela o controle sobre os processos.

Como escolher o sistema de ensino mais adequado para a minha escola?

Analisando todas as opções que descrevemos, é possível que as ideias estejam mais esclarecidas na sua mente. Agora, o passo importante nessa decisão é colocar em pauta quais são os reais objetivos e como essa transição pode ocorrer.

Normalmente, conhecendo, em detalhes, como cada um dos programas funcionam, como são os materiais e o acompanhamento fica mais fácil decidir. Por isso é importante receber uma visita em seu colégio, conversar com a equipe pedagógica e entender qual alternativa está mais alinhada aos objetivos da instituição.

Esperamos que esse post tenha lhe ajudado nesse processo de conhecimento e entendimento para escolher o melhor sistema de ensino bilíngue para escolas.

Se você quiser receber mais  informações sobre os programas da Simple, entre em contato conosco e receba uma apresentação detalhada sobre cada uma das nossas soluções.

Relacionados

Por que não se aprende inglês nas escolas regulares?

Você sabe por que não se aprende inglês nas escolas regulares? Entenda melhor no nosso post.

Educação Bilingue

O que muda quando uma escola torna-se bilíngue?

A formatação de uma escola regular em escola bilíngue gera mudanças em vários aspectos.

Educação Bilingue

5 cursos gratuitos sobre educação para fazer nas férias

Listamos 5 cursos sobre educação para fazer nas férias

Gestão Escolar